sábado, 18 de junho de 2011

Não importa*

Não importa que rumo eu siga, que frases escreva, que livros li, que pessoa acham que sou, que músicas mais gosto...
Não importa se sei ou não falar 10 línguas, se sou bonita ou feia, gorda ou magra, se perdi demasiado tempo na vida por uma estupidez...
Não importa se a vida me correu bem até aqui, se ganhei ou perdi as batalhas que estipulei ou a que me submeti...
Não importa se já chorei por coisas insignificantes, se ri da minha própria desgraça só para não ter que me magoar naquele momento...
Não importa se já dei gargalhadas por coisas meramente estúpidas sem sentido algum, se caí e não tive ninguém por perto para me levantar, ou até se tinha imensas pessoas do meu lado...
Não importa quantos desafios já tive na vida nem se os venci, não importa se o brilho dos meus olhos foi falso só para agradar alguém, não importa se segui o caminho errado guiada pelo coração e sofri com tudo isso mais tarde, não importa se escolhi o curso ideal para mim, não importa se tomei decisões precipitadas das quais mais tarde me arrependi...
Não importa se abri o livro da minha vida com pessoas puramente estúpidas que em vez de se sentirem importantes pela confiança depositada nelas, gozaram com a situação e espalharam o assunto
Não importa quantas vezes fui traída, quantas vezes me viraram a cara, quantas vezes bati com a cabeça, quantas vezes pedi para não ter nascido, quantas vezes quis morrer, fui parva, muito parva, se cá estou é porque tenho um caminho a seguir, um destino a traçar, metas a atingir, não importa o passado, o que passou já era e sinceramente apesar de muito sofrimento houveram muitas alegrias...

Ser feliz é... extraordinário, e só depende de nós*
Hoje estou aqui, vivo, existo, sou de carne e osso, uma humana, com qualidades e defeitos, nem melhor nem pior que ninguém, e quem me conhece sabe que gosto apenas de viver feliz, sem grandes complicações, conflitos, guerras, sabe que sou amante da vida, que adoro um bom filme, uma boa música, uma boa companhia, um bom livro, uma boa noite, um bom concerto... quem me conhece sabe que levo as coisas a sério quando deve ser, que quando me relaciono dou o máximo de mim, que quando estou presente estou de corpo e alma, que as minhas amizades são para a vida, que sou no fundo alguém que também sabe tirar a cara séria, pôr um sorriso nos lábios e brincar com tudo... eu sou eu... assim... podia ser melhor? sim podia, mas as pessoas são apenas aquilo que a sua história e conhecimentos de vida fazem delas, a minha história está cheia de vírgulas, algumas com frases tristes, outras com momentos marcantes e muito felizes... isto é um pouco do que acho que sou... só isso... não importa que alguém se importe comigo, que alguém ache que pode mandar em mim, que alguém diga que o correcto é isto ou aquilo, eu vou aprendendo com as várias quedas que der, e faz parte cair, sempre me levantei, e nunca ficarei no chão! ...porque eu... sou forte! :)

13 comentários:

  1. pois é mesmo :/ o pior é quando queremos mesmo muito uma coisa, e sabemos que pode acontecer, mas não acontece só porque a outra pessoa não quer ou está indecisa. devíamos ser todos como a matemática :S

    ResponderEliminar
  2. são mesmo! obrigada pelas palavras e pela força!

    ResponderEliminar
  3. Bastante sentido o teu texto :)
    Se não te importares vou seguir *
    Beijnho «3

    ResponderEliminar
  4. Tu és uma MULHER e não uma mulher :)fantástico, adorei :)

    ResponderEliminar

Visualizaram

Leitores